sábado, junho 25, 2016

Nesta luz

.
Deveria existir um lugar onde se não existisse.
.
Não aqui nem Olimpo nem Valhalla nem Paraíso nem Inferno nem Limbo nem Puragtório.
.
Ou onde não houvesse memórias e por isso sem consciência.
.
Ou fosse um sítio em que se não soubesse do amor, porque seria lugar de apenas amor e ainda riso sem moléstia.
.
Aqui morrendo-me em aborrecimento em tédio em angústia em ansiedade em tristeza em negrume em fogo.
.
Horas perdidas e dias infinitos nesta luz que cansa.

Sem comentários: