sábado, junho 25, 2016

E outras lembranças do meu coração

.
Por que me pedem diferença se escolhem igual? Podia enraivecer-me mas sou manso. Poderia puerilmente rir, sentidamente choro.
.
Na frustração desistente ainda em incoragem ainda em lembrança ainda consciente. Bala remédio comboio lâmina rio.
.
Que bem faço, quando olho há uma derrota. Desisto porque sou manso. Estendo a mão e afogo-me. Rio, bala remédio comboio lâmina.
.
Escuridão sem sombra. Sangue sem derrame. Cabeça inválida. Lâmina rio bala remédio comboio.
.
Não vou nem regresso. Fico aqui esperando Godot, esperando Deus. Uma luz passasse e saltando a segurasse indo. Comboio lâmina rio bala remédio.
.
Nervo raiva silêncio. Traído desgraçado manso. Cego surdo ou nada para ver nem ouvir. Seja tanto-faz. Se não for por doença será sem vida. Remédio comboio lâmina rio bala.
.
Podia uma corda se existisse árvore forte para a tristeza.
.
Quando era pequenino queria ser calceteiro ou bombeiro ou soldado ou mendigo. Sou manso. Palhaço agradando – o rico, o patético.
.
video

Sem comentários: