sábado, junho 25, 2016

As memórias todas

.
Alto! Pára o mundo! Respiro, pauso, expiro, penso, inspiro, reflelicto, solto o ar lentamente… vagarosamente inalo, medito, solto, a cabeça tão-cheia-vazia. Tento morrer, porque o mundo.

Sem comentários: