digo e o oposto, constantemente volúvel, às vezes verdade. juro pela minha alma, mais do que vinho amo a água e só me desenseda e lava, a cara, o corpo e a vergonha de ser quem não quero. os sonhos antigos são sonhos e antigos e os novos de esperar, é esta a vida a mim agarrada, se esperança existe.

sexta-feira, junho 02, 2017

Défice

.
Sabem de mim antes de mim. Levo tempo para acreditar que o zero é vazio dentro e fora da sua circunferência, por défice de cuidado ou delírio.
.
A estupidez é uma estrada sem cruzamentos nem rotundas e sem lugares para chegar. Sou oco, não invisível. Esperançado no impossível e desistente dos dias.
.

O que posso fazer à vida é o inverso, para isso falta-me o esforço.

Sem comentários: