terça-feira, março 07, 2017

Os olhos da mãe

.
Por aí, pela espiral de Oz ou para o buraco das Maravilhas. Aqui não apetece, este tempo ou qualquer rua onde more ou rosto para retribuir olhar. Falando engano e custa-me como engolir com a garganta inflamada, por aquela obrigação.
.
Há locais onde não há nada.
.
O corredor da casa antiga, a janela aberta frente ao céu, o armário que guarda o urso de peluche, a noite antiga onde apenas a chuva, a praia no Inverno.
.
Quando a mãe se ia embora, dizia-lhe adeus lá de cima e ela acenava-me antes de desaparecer atrás dos prédios. Via umas bolas com um rendilhado, talvez floral, translúcidas, quase invisíveis, pairando – chamava-lhes andorinhas. Na parede do terraço estavam penduradas andorinhas de loiça. Na Primavera vinham as andorinhas. No princípio do Verão chegavam as joaninhas.
.
Mas hoje.
.
Tenho a infância guardada para não a perder, tem menos tristeza e memória. Se abrisse a gaveta talvez se corroesse vorazmente a fragilidade.
.
Para Oz e Maravilhas, vai-se olhando para um espelho virado para cima. Todos os lugares existem, nalguns não há nada e noutros guarda-se tudo.
.
Cresci tanto quando atei sozinho os atacadores dos sapatos e hoje sou pequenino.
.
Hoje sei da despedida dos últimos olhos da mãe. Ainda antes de o saber senti-me menino e quis as andorinhas de volta.
.
.
.
Nota 1: O filme «Alice no País das Maravilhas», rodado em 1903, foi realizado por Cecil M. Hepworth e Percy Stow. O elenco é formado por May Clark, Cecil M. Hepworth, Blair, Geoffrey Faithfull, Stanley Faithfull, Margaret Hope McGuffie (Mrs. Hepworth) e Norman Whitten.
.
Nota 2: O filme «O Feiticeiro de Oz», rodado em 1939, foi realizado por Victor Fleming. O elenco principal é formado por Judy Garland, Bert Lahr, Frank Morgan, Jack Haley e Ray Bolger.
.
.
video

Sem comentários: