quarta-feira, setembro 07, 2016

Do livro e da boca

.
Sempre que uma palavra se inventa há um Camões que se alevanta de feliz.

Sem comentários: