terça-feira, maio 12, 2015

O meu cão

.
A escritura é incapaz de replicar a forma como digo cão quando me refiro ao meu cão. É cão que enche a boca, abocanha e dá beijinho. Cão como a fugir dum disparate. Cão a brincar a estragar chinelos. Cão a correr. Cão a desafiar mimo. Cão! Cão que me enche todo.

Sem comentários: