sábado, janeiro 02, 2016

Por lá para lá

.
Atravessar a rua, entrar na casa nova e deitar-me esperando, já que esquecido, perdendo-me ainda, avante à retaguarda. Receio o frio, hesito uma vez mais.
.
Já que o Diabo não existe, que se desapegue o Anjo e possa ir ter com ele.
.
.
.
Nota: Fotógrafo não identificado. Quem souber do seu autor, informo-me para que possa atribuir os créditos.

Sem comentários: