sábado, setembro 05, 2015

Como se não tivesse olhos

.
Para ver-te nua, pedi que tirasses a roupa, escrevi-te poemas, usei telepatia, sonhei-te acordado e dormindo, menti-te, disse-te a verdade e quando desesperado te abracei e arranquei a roupa em delícias do suave e do picante, tornaste-te invisível.

Sem comentários: