quinta-feira, julho 30, 2015

E há uma igreja com a torre no lado errado

.
O tanque grande não era piscina, o tractor verde segurava um vespeiro e não havia cavalos na cavalariça. Havia uma igreja que foi decepada. As maiores aranhas que vi, cor da palha do trigo, os louva-a-deus arrepiantes e as melhores laranjas – as pêras, as piores. Está o alpendre e recordações. Saudades da Lupi.
.
.
.
Fotografias roubadas no blogue http://sai-tedaqui.blogspot.pt/
.
.
.
.
Nota: aldeia de Santa Bárbara de Padrões.

Sem comentários: