quarta-feira, julho 29, 2015

Ar

.
O outro existe ou devo olhar o universo na solidão desamparada onde tudo é próximo que não se quer tocar?

Sem comentários: