segunda-feira, fevereiro 02, 2015

Da luz e sua paz

.
Que fazer com este corpo olhado, por mim, para dentro e nele vendo uma escadaria enegrecendo-se até a um fundo de quase certeza. Se da luz da morte e sua paz ou se da triste cabeça lutando e sofrendo. O desejo do fim que antecede o começo, encerrando o tédio no corpo a esfumar-se. Dias sem um sentido e sem missão ou iluminação para os passos e olhos. Ah! A luz de Deus. A luz de Deus que não vejo, crença de pouca fé e muita lógica – sentir com o cérebro é tão danoso quanto pensar com o coração. Cometo dois erros e toda a tentativa de desvio é estrada circular. Olho para mim e vejo a escuridão que tapará. Que farei depois do fim que antecede o começo.

Sem comentários: