sábado, janeiro 31, 2015

São rosas

.
Como é agora e ainda aqui estou, falando sozinho ou repetindo sempre aos mesmos ouvidos e nada me dando quem pode e havendo tanto de mau com uso, repito na certeza e no lamento louco do amor próprio ferido, que é agora e ainda aqui estou.
.
.
.
Melhor do que eu:
.
Os bons vi sempre passar
no mundo graves tormentos;
e, para mais m´espantar,
os maus vi sempre nadar
em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
o bem tão mal ordenado,
fui mau, mas fui castigado:
Assi que, só para mim
anda o mundo concertado.
.
.
Luís Vaz de Camões.

Sem comentários: