terça-feira, novembro 25, 2014

Dos olhos a luz

.
Qualquer luz te inveja e todos os olhos desejam ser teus. Um sopro te levanta e o sorriso faz-se como o passar da brisa. És a doçura e a calma do leite. E o regato que salpica em felicidade. É tanto e basta-me.

Sem comentários: