segunda-feira, novembro 30, 2015

Futebol-barbitúrico

video
.
Preciso como um relógio. Não como um qualquer, mas como mecânico de fabrico suíço. Os de pilha não têm estatuto, os nucleares são inacessíveis e os regulados por satélite arrefecem por banalidade.
.
Um relógio mecânico. Com a precisão das coisas humanas, quase perfeito. Quase nem atrasa ou vai além do tempo certo. Tem de ir ou não será mecânico.
.
Porém, mecânico:
.
Mecânica é rigor, precisão, engenho, destreza, ambição e desafio, provocação e permanente insatisfação.
.
Mecânico significa grilar tique-taque.
.
Além se lembrou de chamar tiki taka ao futebol praticado pelo Futbol Club Barcelona.
.
Rigor, precisão, engenho, destreza, ambição e desafio, provocação e permanente insatisfação. Tique-taque.
.
Correndo caminhando longitudinalmente ou caminhando correndo latitudinalmente ou ora correndo e ora caminhando em diagonais, sempre perto uns dos outros, os jogadores fazem:
.
– António passa a Manuel passa a Pedro passa a João passa a António passa a Raul passa a Manuel passa a Paulo devolve a Raul atira para Vasco, que é o guarda-redes e quase deixa perder a bola para o adversário, mas atira para Paulo, passa a António passa a Miguel passa a Carlos passa a Nuno passa a Paulo deixa para Miguel passa a António passa a Carlos que remata e marca golo.
.
Os adversários são toureados e nem lhes cito os nomes para que má memória deles não fique. Tanto-fazem, porque é imparável a dinâmica do relógio.
.
Entediante como ficar a olhar para o trabalhar da máquina relojoeira durante uma hora e meia, com um intervalo de um quarto de hora pelo meio.
.
Tanto-faz, é igual a ficar a olhar por noventa minutos, com quinze de pausa, para o mostrador dum relógio.
.
Futebol de empata, o tique-taque.
.
O tique-taque, sobretudo se bem jogado, parece-se com um número de circo!
.
Detesto circo!
.
Trapezismo, equilibrismo, malabarismo, contorcionismo, palhacismo ou domesticação de feras que interesse têm?
.
Futebol é corrida, domínio de bola e avanço, corte e resposta. Poupo-me ao jogo do passa ao outro ou ao mesmo.
.
Detesto circo e só na cama gosto de touradas. Há tantos belos relógios mecânicos!
.
Tique-taque.
.
.
.
Nota: Aproximam-se o Natal e o meu aniversário… adoro relógios Nomos.
.

Letra M


quinta-feira, novembro 26, 2015

Negro-permanente

.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Ian McQue.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Alexey Menschikov.
.
.
Ian Michael Rousey.
.
.
Não consegui identificar a autoria.

Letra N


quarta-feira, novembro 25, 2015

O cravo-branco do 25 de Novembro

.
A vinte-e-cinco-de-abril-de-mil-novecentos-e-setenta-e-quatro havia cravos de todas as cores nas ruas libertadas. Os que tentaram apoderar-se de Abril roubaram o vermelho. Do atropelo para uma nova ditadura, contrária à vontade de quase todo o povo, chegou-se à acalmia a vinte-e-cinco-de-novembro-de-mil-novecentos-e-setenta-e-cinco.
.
O país à beira da guerra civil, cortado ao meio, parou e escolheu a reconciliação. Pela apropriação do cravo-vermelho, fica livre o cravo-branco, e que os rosas me perdoem, pois o branco é paz..
.
Obrigado a quem fez a Revolução de Abril. Obrigado a quem fez a paz de Novembro.

Cinzento-difícil

.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Jacek Zentkowski.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
-
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Miguel Hidalgo
.
.
Léon Overkamp.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Su Shengliang.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Pierre Soulages.
.
.
Pierre Soulages.

Letra C


terça-feira, novembro 24, 2015

Invernal Outono

.
Perdi saúde. Perdi trabalho. Perdi um grande amigo, ou nunca o tenha sido. Perdi saúde.
.
Algumas pequenas vitórias naufragaram como pequenas derrotas. Tão rasteiro que me foram grandes as perdas.
.
Não perdi o pai, migrou para um dia. Deixou-me a Lioz, por inesperada rasgou como sílex, mas um dia.
.
Mais um dia e outro à frente, sempre piores do que se vêem ao olhar para trás. E não, não sofro de nostalgia.
.
Tenho melancolia e tédio. Tenho a desesperança pelas perdas, pelos roubos, pelos esquecimentos, pelas leviandades, pelas mentidas, pelas fantasias, pelas traições, pelas novas prioridades, pelos inesperados, pelos equívocos, pelas mudanças de opinião de quem está acima na hierarquia, pelos compassos de tempo que se vão ter de fazer entretanto, pelos não é para já, pelos dei o teu nome, pelos vais ser contactado, pelas pelos amigos que não ajudam por pudores, artifícios atenuantes e analgésicos da consciência. Pelas.
.
A merda que me sinto – não em que me sinto.
.
Sou míope de lógica e incompreendo o mundo; talvez veja bem e incompreenda as razões para o mundo. Talvez seja cego.
.
Não compreendo bem a formulação da palavra invisual. Compreendo perfeitamente a vantagem de se ser invisível.
.
Disse, tenho dito, vou dizendo e provavelmente direi:
.
– O melhor é não pensar nisso. Nessas coisas todas. Não te canses. Não te enerves. Compreende. Tenta compreender. Talvez esteja a avaliar-me mal.
.
Talvez me avalie mal.
.
Há sempre um ópio. Uma esperança estúpida. Um sentimento de que a vida agora é que vai começar.
.
Mas não. Repetindo. Insistindo. Caindo abaixo dos solos.
.
Pelo que disse, pelo que sou de risível, de ridículo, de falhado.
.
Pelo que escrevi acima, venho:
.
Requerer a Vossa Excelência que autorize a cruzar a fronteira para a realidade paralela.
.
Pela merda que me sinto – não em que me sinto; a merda que sou!
.
Sem mais e com os melhores cumprimentos,
.
João Barbosa – falhado sem número atribuído.

Negro-implícito-explícito

.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Gustavo Torner.
.
.
Marc Nagtzaam.
.
.
Olve Sande.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Sam's Myth.
.
.
Não consegui identificar a autoria.
.
.
Não consegui identificar a autoria.